O direito humano e fundamental à alimentação adequada e a condição feminina no programa bolsa família: empoderamento às avessas?

Rosalice Fidalgo Pinheiro, Laura Garbini Both

Resumo


O objetivo deste trabalho é examinar a condição feminina em políticas públicas de efetivação do direito humano e fundamental à alimentação adequada. Considerando-se as políticas públicas de segurança alimentar e nutricional como políticas públicas em favor da família, a condição feminina encontrou destaque no Programa Bolsa Família por estabelecer a mulher como principal beneficiária. Enquanto alguns sinalizam uma perda de sua autonomia em face do mercado de trabalho, outros reconhecem o fortalecimento de seu papel na família. Conclui-se pela melhora da condição feminina, em razão do alto percentual de famílias monoparentais cujas responsáveis são mulheres. Eis o aspecto que guarda originalidade no trabalho: indagar pelo empoderamento às avessas das beneficiárias do Programa. Para realizar esta análise o trabalho utilizou-se do método dedutivo, e dos procedimentos de pesquisa empírico e bibliográfico. Os marcos teóricos que nortearam a discussão contemplam as obras de Joaquín Herrera Flores, Bila Sorj e Andrea Gama e Nancy Fraser. O plano de trabalho foi divido em três partes: (i) a afirmação do direito humano à alimentação no plano internacional; (ii) sua recepção no plano constitucional e as políticas públicas de segurança alimentar e nutricional; (iii) a condição feminina no Programa Bolsa Família.

Palavras-chave


direito humano e fundamental à alimentação adequada; segurança alimentar e nutricional; políticas públicas; família; condição feminina; Programa Bolsa Família.

Texto completo:

PDF

Referências


BEZERRA, Islândia Costa; ISAGUIRRE, Kátya Regi­na. Direito humano à alimentação adequada (DHAA): a discussão da “geografia da fome” à sua proteção jurídi­ca no Brasil, Revista Pensar, Fortaleza, v. 18, n. 3, p. 675- 692, set./dez. 2014. p. 677.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Com­bate À Fome. Relatório de Informações Sociais Bolsa Família e Cadastro Único. Disponível em: http://aplicacoes.mds. gov.br/sagi-data/METRO/metro_ds.php?p_id=72. Acesso em: 31 out. 2016.

CARVALHO, Alexander Perazo Nunes de. Convencio­nalização do direito civil: a aplicação dos tratados e con­venções internacionais no âmbito das relações privadas. Revista de Direito Internacional, Brasília, v. 12, n. 2, p. 342- 354, 2015. p. 351. Disponível em: https://www.publi­cacoesacademicas.uniceub.br/rdi/article/view/3756/ pdf. Acesso em: 30 jan. 2017.

CASTRO, Josué de. Geografia da fome (O dilema brasilei­ro: pão ou aço). 10. ed. Rio de Janeiro: Antares, 1984.

COURTIS, Christian. The Right to Food as a Justicia­ble Right: Challenges and Strategies. BONGDANDY, A. WOLFRUM, R. (Coord.). Max Planck Yearbook of United Nations Law. Local: Koninklije Brill N., 2007. p. 317-337.

FACHIN, Melina Girardi. Fundamentos dos direitos huma­nos: Teoria e práxis na cultura da tolerância. Rio de Ja­neiro: Renovar, 2009.

FACHIN, Melina Girardi. Todos os nomes e um só sen­tido: a aproximação dos direitos humanos aos direitos fundamentais tendo em vista sua efetivação prática. Re­vista Brasileira de Direito Internacional, Curitiba, v. 3, n. 3, jan./jun. 2006.

FLORES, Joaquín Herrera. A (re) invenção dos direitos hu­manos. Florianópolis: Fundação Boiteux e IDHID, 2009.

FRANÇA, Alexandra Beurlen de. O direito humano à ali­mentação adequada no Brasil. 2004. 260 f. Dissertação (Me­strado em Direito) – Programa de Pós-Graduação em Direito, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.

FRASER, Nancy. Da redistribuição ao reconhecimen­to? Dilemas da justiça numa era “pós-socialista”. Tra­dução de Júlio Assis Simões. Cadernos de campo, São Paulo, n. 14/15, p. 231-239, 2006. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/cadernosdecampo/arti­cle/view/50109/54229. Acesso em: 24 out. 2016.

GEERTZ, Clifford. O saber local. Novos ensaios em antropologia interpretativa. Traduzido por Vera Mello Joscelyne. Petrópolis: Vozes, 1998.

Golay, Christophe; ÖZDEN, Melik. Le droit à l’alimen­tation. Un droit humain fondamental stipulé par l’ONU et reconnu par des traités régionaux et de nombreuses constitutions nationales. Une collection du Program­me Droit Humains du Centre Europe - Tiers Monde (CETIM) . Disponível em : http://www.eoi.at/d/ EOI%20-%20Jahresberichte/Monaco/bro1-alim-A4- fr.pdf. Acesso em: 06 out. 2016.

IBGE. Estatísticas de gênero. Uma análise dos resultados do censo demográfico 2010. Disponível em: http:// biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv88941. pdf. Acesso em: 25 out. 2016.

KLEBA, Maria Elisabeth; WENDAUSEN, Agueda. Empoderamento: processo de fortalecimento dos sujei­tos nos espaços de participação social e democratização política. Saúde e sociedade, São Paulo, v. 18, n. 4, p. 733- 743, 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ sausoc/v18n4/16.pdf. Acesso em: 29 out. 2016.

LAFER, Celso. A reconstrução dos direitos humanos. Um diálogo com o pensamento de Hannah Arendt. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

LE POINT SUR. Le droit à l’alimentation et genre. Roma : FAO L’Organisation des Nations Unies pour l’alimen­tation et l’agriculture. Unité pour le droit à l’alimenta­tion, 2007. p. 1-2, Disponível em : http://www.fao. org/3/a-a1610f.pdf. Acesso em: 06 out. 2016.

LUÑO, António E. Pérez. Los derechos fundamentales. 10. ed. Madrid: Editorial Tecnos, 2011. (Temas clave de la Constituicion española).

MÜLLER, Marcela. O direito social fundamental à alimen­tação adequada e sua proteção no contexto das organizações internacionais. 2014. 143 f. Dissertação (Mestrado em Direito) - Programa de Pós-Graduação em Direito, Universidade de Itaúna, Itaúna, 2014.

NIVARD, Carole. Le droit à l’alimentation. La Revue des Droits de l’Homme, jun. 2012. Disponível em: http:// revdh.files.wordpress.com/2012/06/le-droit-c3a0-lali­mentation.pdf. Acesso em: 06 out. 2016.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A ALIMENTAÇÃO E A AGRICULTURA. Diretrizes Voluntárias em apoio à realização progressiva do direito à ali­mentação adequada no contexto de segurança alimentar nacional. O direito à alimentação. Roma. 2015. p. 28. Disponível em: http://www.fao.org/3/b-y7937o.pdf. Acesso em: 30 jan. 2017.

PEREIRA, Potyara A. P. Discussões conceituais sobre política social como política pública e direito de cidada­nia. In: BOSCHETTI, Ivanete et al. (Org.). Política Social no Capitalismo: tendências contemporâneas. São Paulo: Cortez, 2009.

PIOVESAN, Flávia. A universalidade e a indivisibili­dade dos direitos humanos: desafios e perspectivas. In: BALDI, César Augusto (org.). Direitos humanos na socie­dade cosmopolita. Rio de Janeiro: Renovar, 2004. p. 45-71.

PIOVESAN, Flávia. Direitos humanos e o direito constitucio­nal internacional. 12. ed. São Paulo: Saraiva, 2011.

PRATA, Ana. A tutela constitucional da autonomia privada. Coimbra: Almedina, 1982.

SCHUTTER, Oliver de. Droits des femmes et droit à l’ali­mentation. Rapport sumis par le Rapporteur spécial sur le droit à l’alimentation. Conseil des droits de l’hom­me. Nations Unies. Assemblée générale, 24 dez. 2012. Disponível em: http://www.ohchr.org/Documents/ HRBodies/HRCouncil/RegularSession/Session22/A-HRC-22-50_fr.pdf. Acesso em: 26 out. 2016.

SORJ, Bila.; GAMA, Andréa. Family Policies in Brazil. ROBILA, Mihaela (Coord.). Handbook of family policies across the globe. New York City: Springer, 2014. p. 459- 471.

SORJ, Bila; FONTES, Adriana. Les politiques publi­ques au Brésil et l’articulation entre travail et famille. Une comparaison interrégionale. Cahiers du Genre. Paris, v. 1, n. 46, p. 155-176, 2009. Disponível em: http:// www.cairn.info/revue-cahiers-du-genre-2009-1-pa­ge-155.htm. Acesso em: 27 out. 2016.

SUÁREZ, Mireya; LIBARDONI, Marlene. O impacto do Programa Bolsa Família: mudanças e continuidades na condição social das mulheres. In: VAITSMAN, J.; PAES-SOUSA, R. (Ed.). Avaliação de políticas e programas do MDS: Resultados. Bolsa Família e assistência social. Brasília: MDS, 2007.

SUÁREZ, Mireya; TEIXEIRA, Marlene (Coord.). O Programa Bolsa Família e o enfrentamento das desi­gualdades de gênero: o desafio de promover o reorde­namento do espaço doméstico e o acesso das mulheres ao espaço público. In: PAES-SOUSA, Rômulo; VAITS­MAN, Jeni (Org.). Cadernos de Estudos. Desenvolvimento so­cial em debate. Síntese das pesquisas de avaliação de pro­gramas sociais do MDS. 2007. Disponível em; http://aplicacoes.mds.gov.br/sagirmps/ferramentas/docs/ caderno%20-%2005.pdf. Acesso em: 27 out. 2016.

VALENTE, Flávio Luiz Schieck. Fome, desnutrição e cidadania: inclusão social e direitos humanos. Saúde e sociedade, São Paulo, v. 12, n. 1, p. 51-60, jan./jun., 2003.

VILLELA, João Baptista. Liberdade e família. Monogra­fia (TCC) - Faculdade de Direito da UFMG, Belo Ho­rizonte 1980.

VILLEY, Michel. O direito e os direitos humanos. São Paulo: M. Fontes, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.5102/rdi.v14i1.4361

ISSN 2236-997X (impresso) - ISSN 2237-1036 (on-line)

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia