A criação de um espaço de livre residência no Mercosul sob a perspectiva teleológica da integração regional: aspectos normativos e sociais dos acordos de residência

Aline Beltrame de Moura

Resumo


O Mercosul tem estimulado a adoção de políticas regionais tendentes à valorização da sua dimensão social, alcançando uma esfera até pouco tempo marginalizada pelo processo de integração. Nesse sentido, o cidadão emerge como o centro de diversas medidas adotadas com o escopo de tutelar seus interesses e direitos individuais e coletivos. O objetivo deste artigo é verificar que a entrada em vigor dos Acordos de Residência em dez países latino-americanos simboliza e, acima de tudo, materializa, os anseios de uma integração vertical, isto é, que parta da sociedade civil e alcance a esfera institucional do fenômeno regional. O Plano de Ação para a criação do Estatuto da Cidadania do Mercosul até o ano de 2021 insere-se neste novo contexto, todavia, para a sua plena consecução, mostra-se necessária uma efetiva participação de caráter político por parte dos governos nacionais no sentido de atuar as medidas necessárias a fim de possibilitar a introdução do conceito de Cidadão do Mercosul na região. A metodologia utilizada é a bibliográfica.

Palavras-chave


Cidadania. Processo de Integração Regional. Mercosul. Direitos e Prerrogativas. Residência e Migração.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMOVICH,Victor. Direitos humanos no marco do processo de integração regional no Mercosul. Revista de la Secretaría del Tribunal Permanente de Revisión, Asuncion, v. 1, n. 2, p. 351-361, 2013.

ACCIOLY, Elizabeth. O Atual mecanismo de solução de controvérsias do Mercosul: o Protocolo de Olivos. Revista da Faculdade de Direito, Lisboa, v. 45, n. 13, p. 204- 226, Jan. 2004.

AGUIRRE, Orlando; MERA, Gabriela; NEJAMKIS, Lucila. Políticas migratorias e integración regional: la libre circulación y los desafíos a la ciudadanía. In: NOVICK, Susana (Dir.). Migraciones y Mercosur: una relación inconclusa. Buenos Aires: Catálogos, 2010. p. 50-72.

ALEXOVIČOVÁ, Iveta. The right of citizenship of the Union and their family members to move and re¬side freely within the territory of the Member States. In: SCHNEIDER, Hildegard. Migration, Integration and Citizenship: a challenge for Europe’s future. Maastricht: Forum Maastricht, 2005. p. 73-105.

ARGENTINA. Corte Suprema de Justicia de La Na¬ción. Recurso de Hecho. Caso Alvarez, Maximiliano y otros c/ Cencosud S.A. Buenos Aires, de 7 de dezembro de 2010. Disponible en: . Visitado el: 15 oct. 2015.

ARIETI, Samuel A. Development: the Role of Mercosur as a Vehicle for Latin American Integration. Chicago Journal of International Law, Chigado, v. 6, n. 2, p. 761- 773, Jan. 2006.

BIZZOZERO, Lincoln; PASTORINO, Ana. Los Acuerdos Migratorios y de Circulación laboral en el ambito del Mercosur. Revista de Análise em Política Internacional, Brasília, v. 5, n. 1, p. 5-13, 2003.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Constituições dos países do Mercosul, 1996-2000: textos constitucionais Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai. Brasília: Câmara dos Deputados, 2001. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

BRASIL. Decreto nº 1.901, de 09 de maio de 1996. Di¬sponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

BRASIL. Decreto nº 6.975, de 7 de outubro de 2009. Di¬sponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

BRASIL. Tribunal Regional Federal (1 Região). Embargos de Declaração em Agravo Regimental em Agravo de Instrumento EDAGA 25896 MG 2008.01.00.025896-0. Quinta Turma. Relator: Des. Federal João Batista Moreira. Brasília, 06 de maio de 2009. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

CAMARGO, Sonia. O processo de integração regional: fronteiras abertas para os trabalhadores do Mercosul. Contexto Internacional, Rio de Janeiro, v. 32, n. 2, p. 489- 517, jul./dez. 2010.

CONDINANZI, Massimo; LANG, Alessandra; NASCIMBENE, Bruno. Cittadinanza dell’Unione e libera circo-lazione delle persone. 2. ed. Milano: Giuffrè, 2006.

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Directiva n. 38, de 29 de abril de 2004. Jornal Oficial da União Europe¬ia, Bruxelas, 30 abr. 2004. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

FLÔRES JUNIOR, Renato G. Símbolos e integrações regionais: uma breve introdução com vistas ao Merco¬sul. In: HOFMEISTER, Wilhelm. União Europeia e Mercosul: dois momentos especiais da integração regional. Rio de Janeiro: Fundação Konrad Adenauer no Brasil, abr. 2007. (Cadernos Adenauer, 1). p. 17-31.

FONTOURA, Jorge. A revisão institucional do Mercosul: Ouro Preto II. Revista de Estudos Europeus, Coimbra, v. 1, n. 1, p. 291-297, jan./jun. 2007.

GOIZUETA VÉRTIZ, Juana; GÓMEZ FERNÁN¬DEZ, Itziar; PASCUAL GONZÁLEZ, María Isabel. La libre círculación de personas en los sistemas de integración económica: modelos comparados: Unión Europea, Mer¬cosur y Comunidad Andina. Navarra: Thomson Reu¬ters Aranzadi, 2012.

KEGEL, Patrícia Luíza; AMAL, Mohamed. Instituições, direito e soberania: a efetividade jurídica nos processos de integração regional nos exemplos da União Europeia e do Mercosul. Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília, v. 52, n. 1, p. 53-70, jan./jun. 2009.

MÁRMORA, Lelio; PÉREZ, Vichich Nora. Elementos de políticas migratorias para el Mercosur: Informe Nacional de Desarrollo Humano. Buenos Aires: Senado de la Nación Argentina, 1997.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Acordo sobre residência para nacionais dos estados partes do Mercosul, Bolívia e Chile. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 05, de 22 de abril de 1993. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 07, de 29 de junho de 2012. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 10, de 20 de julho de 2006. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 12, de 17 de dezembro de 1991. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 13, de 5 de julho de 2002. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 14, de 29 de junho de 2000. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015 .

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 14, de 5 de julho de 2002. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 15, de 29 de junho de 2000. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 16, de 15 de dezembro de 2003. Disponível em: . Aces¬so em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 18, de 07 de dezembro de 1999. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. De¬cisão n° 19, de 07 de dezembro de 1999. Disponível em . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 19, de 15 de dezembro de 1997. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 20, de 29 de junho 2012. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 21, de 20 de julho de 2006. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 21, de 28 de junho 2011. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. De¬cisão n° 4, de 28 de junho 2011. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 48, de 14 de dezembro de 2000. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 48, de 6 de dezembro de 2002. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 53, de 16 de dezembro de 2010. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Conselho do Mercado Comum. Decisão n° 9, de 5 de outubro de 1995. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Declaração Sociolaboral do Mercosul. Di¬sponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Grupo Mercado Comum. Resolução n° 38, de 30 de junho de 1993. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Grupo Mercado Comum. Resolução n° 40, de 8 de dezembro de 1998. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Grupo Mercado Comum. Resolução n° 44, de 03 de agosto de 1994. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

MERCOSUL. Grupo Mercado Comum. Resolução n° 59, de 21 de junho de 1996. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015 .

MODOLO, Vanina. La movilidad territorial en el Mer¬cado Común Europeo y Mercosureño. In: NOVICK, Susana (Dir.). Migraciones y Mercosur: una relación inconclusa. Buenos Aires: Catálogos: 2010. p. 29-50.

MONNET, Jean. Memórias: a construção da Unidade Européia. Brasília: EdUnB, 1986.

NASCIMBENE, Bruno. Le droit de la nationalité et le droit des organisations d’intégration régionales. Vers de nouveaux sta¬tuts de résidents? Leiden: Brill, 2014. (Recueil des Cours de l’Académie de La Haye, 367).

NASCIMBENE, Bruno; ROSSI DAL POZZO, Fran¬cesco. Diritti di cittadinanza e libertà di circolazione nell’Unio¬ne europea. Padova: CEDAM, 2012.

NOVICK, Susana (Dir.). Introdución, migraciones, políticas e integración regional: avances y desafíos. In:______. Migraciones y Mercosur: una relación inconclusa. Buenos Aires: Catálogos, 2010. p. 9-28.

NUNES, Maria do Rosário. Após morte de Brayan, mi¬nistra vai debater situação de bolivianos no país. Folha de São Paulo. São Paulo, 1 jul. 2013. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2013

PAGANO, Emmanuele. Ricongiungimento familiare, cittadinanza e residenza: dal caso Zambrano al caso De-reci. Diritto comunitario e degli scambi internazionali, v. 51, n. 3, p. 467-475, 2012.

PATRIOTA, Antônio. Para Patriota, o objetivo é estabelecer uma efetiva cidadania mercosulina. Brasília, MRE, 2011. Entrevista ao Boletim em Questão, em 26 de março de 2011. Disponível em: . Acesso em: 15 ago. 2014.

PORTUGAL. Comissão de Assuntos Europeus da As¬sembleia da República. Tratado de Lisboa: versão consoli-dada. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

QUEIROLO, Ilaria; SCHIANO DI PEPE, Lorenzo. Lezioni di diritto dell’Unione europea e relazioni familiari. 2. ed. Torino: Giappichelli, 2010.

QUINTÃO, Aylê-Salassié Filgueiras. Americanidade: Mercosul, passaporte para a integração. Brasília: Con-gresso Federal, 2010.

REMITTANCE Senders and Receivers: tracking the transnational channels. Washington: Pew Hispanic Cen¬ter, Nov. de 2003. Available at: . Accessed on: 15 oct. 2015.

REVELEZ, Lincoln Bizzozero. La educación superior en el Sector Educativo del Mercosur: impactos en la migración intrarregional y perspectivas en el proceso de integración. In: LAS MIGRACIONES humanas en el Mercosur: una mirada desde los derechos humanos, compilación normativa. Montevideo: Observatório de Políticas Públicas de Derechos Humanos en el Mercosur, 2009. p. 35-46.

RODRIGUES, José Noronha. Cidadania e Direitos Fundamentais. Revista Direitos Fundamentais e Democracia, Curitiba, v. 8, n. 8, p. 181-212, jul./dez. 2010.

ROLLI, Claudia. Governo paulista pretende qualifi¬car estrangeiros. Folha de São Paulo. São Paulo, 11 ago. 2013. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2013.

SALZMANN, Antonio Cardesa. El contenido jurídi¬co de la libre circulación de personas en el Mercosur: balance y perspectivas. In:

GOIZUETA VÉRTIZ, Juana; GÓMEZ FERNÁNDEZ, Itziar; PASCUAL GONZÁLEZ, María Isabel. La libre círculación de personas en los sistemas de integración económica: modelos compara¬dos: Unión Europea, Mercosur y Comunidad Andina. Navarra: Thomson Reuters Aranzadi, 2012. p. 163-185.

SANT’ANA, Marcílio Ribeiro de. A livre circulação de trabalhadores no Mercosul. In: Brasil, migrações interna-cionais e identidade. 2000. Disponível em: . Acesso em: 23 nov. 2014.

TRATADO que institui a Comunidade Económica Europeia ou Tratado CEE - texto original (versão não consolidada). Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

URIARTE, Ermida Oscar. La dimensión social del Mer¬cosur. Montevideo: Fundación de Cultura Universitaria, 2004.

VALADÃO, Marcos Aurelio Pereira. Legal and insti¬tutional dimensions of reform: Washington Consensus and Latin America integration: Mercosur and the road to regional inconsistencies - to where are we going exactly?. Law and Business Review of the Americas, Dallas, v. 15, n. 1, p. 207-220, 2009.

VARELA, Justo Corti. Evolución de la libre circulación de personas en el Mercosur y su impacto en las políti¬cas migratorias nacionales. In:

GOIZUETA VÉRTIZ, Juana; GÓMEZ FERNÁNDEZ, Itziar; PASCUAL

GONZÁLEZ, María Isabel. La libre círculación de personas en los sistemas de integración económica: modelos compara¬dos: Unión Europea, Mercosur y Comunidad Andina. Navarra: Thomson Reuters Aranzadi, 2012. p. 104-118.

VÁZQUEZ: hay que llenar de ciudadanía al Mercosur palabras del Presidente de la República, Tabaré Vázquez, durante la Cumbre de Jefes de Estados del Mercosur en Asunción. Disponível em: . Acesso em: 20 dez. 2014.

WHITE, Robin Ca. Free movement, equal treatment, and Citizenship of the Union. International and Compa¬rative Law Quarterly, Cambridge, v. 54, n. 4, p. 885-905, Oct. 2005.

WOLKMER, Antônio Carlos. Integração e direito comunitário latino-americano. In: PIMENTEL, Luiz Otávio (Org.). Mercosul no cenário internacional: direito e sociedade. Curitiba: Juruá, 1998. v. 1. p. 43-54.




DOI: http://dx.doi.org/10.5102/rdi.v12i2.3580

ISSN 2236-997X (impresso) - ISSN 2237-1036 (on-line)

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia