Repensar o desenvolvimento mundial: o Brasil se coloca em cena na Rio+20

Catherine Aubertin

Resumo


Este artigo se propõe a explicar a posição do Brasil como anfi trião
da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a
Rio+20, que será realizada no Rio em junho de 2012. O país se posiciona, de
fato, como líder dos países do Sul e pretende reformular, de maneira original,
os dois temas da Conferência: (a) a economia verde no contexto do desenvolvimento
sustentável e da erradicação da pobreza e (b) a estrutura institucional
do desenvolvimento sustentável. A partir de inúmeros dados, entrevistas
e análises de textos preparatórios para a Conferência, será apresentado em
primeiro lugar a situação econômica do país e, em seguida, suas ações em
matéria de políticas ambientais. Esse balanço permitirá compreender melhor
o posicionamento do país em prol de uma economia verde inclusiva (que se
assemelha muito à política conduzida nos últimos anos: crescimento forte e
distribuição de renda) e contra uma agência mundial do meio ambiente.

Palavras-chave


Conferências internacionais sobre meio ambiente. Desenvolvimento sustentável. Economia verde. Rio+20.

Texto completo:

PDF

Referências


ASSESSORIA RELIGIÃO, CIDADANIA, DEMOCRACIA.

Disponível em: .

Acesso em: 17 abr. 2012.

BODMAN, S. W.; WOLFENSOHN, J. D.; SWEIG, J. E.

Global Brazil and U.S: Brazil relations, independent task

force report. Council on Foreign Relations, New York, n.

, jul. 2011.

BRASIL, Ministério da Ciência e Tecnologia. Segunda

Comunicação Nacional do Brasil à Convenção: quadro das

Nações Unidas sobre mudança do clima: Coordenação-

Geral de Mudanças Globais do Clima. Brasília: Ministério

da Ciência e Tecnologia, 2010. 2 v.

BRASIL. Decreto n° 7.390, de 9 de dezembro de 2010.

Regulamenta os arts. 6o, 11 e 12 Lei no 12.187, de 29 de

dezembro de 2009, que institui a Política Nacional sobre

Mudança do Clima - PNMC, e dá outras providências.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Cadastro

nacional de unidades de conservação: atualizada em 31

jan. 2012. Disponível em:

uc>. Acesso em: 25 abr. 2012.

BRASIL. Ministério do Meio ambiente. Projeto de

Monitoramento do Desmatamento nos Biomas Brasileiros

por Satélite – PMDBBS: 2012. Disponível em:

www.ibama.gov.br>. Acesso em: 25 abr. 2012.

CARTA MAIOR. Disponível em:

cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.

cfm?materia_id=19261>. Acesso em: 1 abr. 2012.

CENTRE FOR ECONOMICS AND BUSINESS

RESEARCH – CERB. World Economic League Table: dez.

Disponível em: .

Acesso em: 25 abr. 2012.

COMITÊ BRASILEIRO DO PROGRAMA DAS NAÇÕES

UNIDAS PARA O MEIO AMBIENTE - PNUMA.

Instituto Brasil PNUMA. Disponível em:

brasilpnuma.org.br/>. Acesso em: 2 mar. 2012.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estat Ística - IBGE. Indicadores de Desenvolvimento Sustentável. Estudos & Pesquisas, Brasília, n. 7, 2010.

INSTITUTO E PESQUISA ECONÔMICA APLICADA

- IPEA. Código Florestal: implicações do PL 1876/99 nas

áreas de Reserva Legal. Comunicados do IPEA, Brasília,

n. 96, jun. 2011.

Repensar o desenvolvimento mundial: o Brasil se coloca em cena na Rio+20. Brazilian Journal of International Law, Brasília, v. 9, n. 3, 2012, p. 15-27

Revista de Direito Internacional, Brasília, v. 9, n. 3, 2012, p. 15-27

INSTITUTO SOCIOAMBIENTAL - ISA. Povos indígenas

no Brasil 2006/2010. São Paulo, 2011.

LA VIA CAMPESINA. Disponível em:

viacampesina.org>. Acesso em: 17 abr. 2012

NERI, M. (Coord.). De volta ao país do futuro: FGV/CPS.

Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2012.

SOARES FILHO, B.; LELLES, W.; VIANA, L. Conciliando

produção agrícola com conservação e restauração de

florestas. 2012. No prelo.

SOCIEDADE BRASILEIRA PARA O PROGRESSO DA

CIÊNCIA - SBPC/ABS. O Código Florestal e a Ciência:

contribuições para o diálogo. São Paulo, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.5102/rdi.v9i3.1905

ISSN 2236-997X (impresso) - ISSN 2237-1036 (on-line)

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia