Caminhos para uma cidadania planetária e ambiental

Leilane Serratine Grubba, Horácio Wanderlei Rodrigues, Myrtha Wandersleben Ferracini Fabris

Resumo


Este artigo tem por objeto a relação entre o direito e a cidadania. Mais
precisamente, o trabalho objetivou argumentar a importância da construção
efetiva de uma cidadania global de caráter ambiental, ou seja, que dentro de
uma ética da cidadania, o ser humano seja percebido em sua complexidade
ambiental, visto que a vida digna para todos e todas pressupõe a manutenção
de um meio (ambiental) sadio, no qual essa vida pode se desenvolver e
se reproduzir de maneira mais igualitária. O trabalho utilizou-se do método
indutivo. Assim, em primeiro lugar, o artigo centrou-se na análise do que é a
concepção da cidadania ambiental e de como ela se manifesta modernamente.
Em seguida, o artigo focou na possibilidade de uma cidadania planetária,
ou seja, uma cidadania global de caráter ambiental que perceba as relações
dos ser humano consigo mesmo, com os outros e com a natureza de maneira
contextual e em prol da dignidade. Ao fi nal, a conclusão residiu no seguinte
apontamento: ainda que as ações concretas dos seres humanos restrinjam-se
à dimensão local, se se intenta ocasionar uma mudança, ela deve ser contextual.
Além disso, sendo o mundo complexo, é necessário expandir a noção de
cidadania ambiental para a de cidadania planetária ambiental, visto que ela
permite a conscientização de se trabalhar nos contextos com o sentimento de
globalidade, podendo ocasionar uma modifi cação na dimensão planetária a
favor da sustentabilidade da vida digna, para as gerações atuais e vindouras,
assim como da vida do próprio meio ambiental.

Palavras-chave


Direito. Cidadania. Direito ambiental. Complexidade. Dignidade humana.

Texto completo:

PDF

Referências


BREDARIOL, Celso; VIEIRA, Liszt. Cidadania e política

ambiental. Rio de Janeiro: Record, 1998.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O que é a filosofia?

Rio de Janeiro: Ed. 34, 1992.

FERREIRA, Leila da Costa. A questão ambiental:

sustentabilidade e políticas públicas no Brasil. São Paulo:

Boitempo, 1998.

GUATTARI, Félix. As três ecologias. São Paulo: Papirus,

GUTIÉRREZ, Francisco. Ecopedagogia e cidadania

planetária. Trad. Sandra Trabucco Valenzuela. 4. ed. São

Paulo: Cortez. 2008.

LEFF, Enrique. Epistemologia ambiental. São Paulo:

Cortez, 2001.

LEFF, Enrique. Saber ambiental: sustentabilidade

racionalidade, complexidade, poder. 2. ed. Rio de Janeiro:

Vozes, 2004.

LEFF, Enrique. Racionalidade ambiental: a reapropriação

social da natureza. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira,

LEITE, José Rubens Morato. Dano ambiental: do

individual ao coletivo extrapatrimonial. 2. ed. São Paulo:

Revista dos Tribunais, 2003.

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo et.al. Cidadania

e meio ambiente: construindo os recursos do amanhã.

Salvador: Centro de Recursos Ambientais, 2003.

MILARÉ, Edis. Direito do ambiente: doutrina, prática,

jurisprudência, glossário. São Paulo: RT, 2000.

MORAES, Maria Cândido. Pensamento ecossistêmico:

educação, aprendizagem e cidadania no século XXI.

Petrópolis: Vozes, 2004.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do

futuro. 2. ed. São Paulo: Cortez; Brasília, DF: UNESCO,

MORIN, Edgar. Terra-Pátria. Trad. Paulo Azevedo Neves

da Silva. 5. ed. Porto Alegre: Sulina, 2005.

MORIN, Edgar. Ciência com consciência. 14. ed. Rio de

Janeiro: Bertrand, 2010.

Leilane Serratine Grubba, Horácio Wanderlei Rodrigues, Myrtha Wandersleben. Revista de Direito Internacional, Brasília, v. 9, n. 3, 2012, p. 1-14

Brazilian Journal of International Law, Brasília, v. 9, n. 3, 2012, p. 1-14

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Relatório

de Desenvolvimento Humano 2011: sustentabilidade

e equidade: um futuro melhor para todos. Disponível

em:

Complete.pdf>. Acesso em: 18 nov. 2011.

RODRIGUES, Horácio Wanderlei. A educação ambiental

no âmbito do ensino superior brasileiro. In: LEITE, José

Rubens Morato; BELLO FILHO, Ney de Barros. (Org.).

Direito ambiental contemporâneo. Barueri: Manole, 2004.

WARAT, Luis Alberto. Por quien cantan las sirenas:

informes sobre eco-ciudadania, género y derecho:

incidencias del barroco en el pensamiento jurídico.

Florianópolis: UNOESC, 1996.

WARAT, Luis Alberto. Ecologia, psicanálise e mediação.

In: WARAT, Luis Alberto (Org.). Em nome do acordo: a

mediação no direito. Argentina: ALMED, 19--.




DOI: http://dx.doi.org/10.5102/rdi.v9i3.1776

ISSN 2236-997X (impresso) - ISSN 2237-1036 (on-line)

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia