Correlação entre fissura labiopalatina e processamento auditivo (central) - doi: 10.5102/ucs.v12i2.2778

Yandra Mesquita Pereira Cardoso, Maria Cristina de Almeida Freitas Cardoso, Maria Ines Dornelles da Costa-Ferreira

Resumo


As fissuras labiopalatinas são malformações congênitas que comprometem os aspectos funcionais orofaciais, bucais, articulatórios e estéticos, podendo ocorrer problemas auditivos por otites médias de repetição e disfunções da tuba auditiva, afetando o processamento auditivo. O objetivo deste estudo é averiguar na literatura a ocorrência de transtorno de processamento auditivo em portadores de fissuras labiopalatinas. Trata-se de uma revisão crítica da literatura nas bases de dados: Scielo; Bireme e ScienceDirect. Os descritores utilizados foram: fissura labiopalatinas, transtornos do processamento auditivo e audibilidade. Os artigos analisados apontam a possibilidade de ocorrência de transtorno de processamento auditivo devido às malformações associadas às fissuras labiopalatinas e direcionam a reabilitação para a protetização e o treino de habilidades auditivas. Os portadores desta malformação apresentam um comprometimento nas estruturas anatomofisiológicas e de audibilidade que podem desencadear transtorno de processamento auditivo.

Palavras-chave


Transtorno do Processamento Auditivo; Fenda labial; Fissura palatina; Audibilidade.

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v12i2.2778

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia